05/09/07

Buçaco

Fotografia de um Fim de Tarde de Setembro
Hotel Palace do Buçaco

Setembro

As recordações são boas, de um mês de doze, que faz com que sinta os ultimos dias de Verão da minha meninice, lá longe, emoldurada de folhagem, seca, encrespada, estalada, onde se sonha com rios fartos, abundantes na espera das primeiras águas.
Um mês de eiras e vindimas, onde o aroma doce e quente se mescla com som de passos, de sinos, de chiar de carroças com música farta de popular.
Trinta dias de Feiras e Romarias, de Minho ou então porque não, de Viseu e Feira de São Mateus.
É um mês de antes e de depois, de pausa, balanceado com cadência, com espera, se música fosse: -Um Intemezzo !
É isso mesmo, a altura de mudar de hábitos, da esplanada para o café.
Gosto deste mês, de pausa, de sanduiche na mudança de roupa, e de sabores, onde gelados dão lugar a tiramisú e leite creme, ficará para mais tarde o requeijão e os doces.
Lembro-me de Teatro e de Boca de Cena, e faz-me querer outra vez, Buenos Aires ou Roma , serões e conversa, e noites de ruas desertas à saída de um qualquer Paris.
Vejo a azáfama das formigas iguais a turistas.
Vejo a cidade a voltar a ser minha.